CD instaura processo aos confrontos no Sporting-Arouca

Na sequência dos incidentes ocorridos na zona dos balneários do estádio José Alvalade, após o jogo com o Arouca, o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol quer apurar os factos.

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol instaurou esta terça-feira um processo de inquérito para apuramento de eventuais responsabilidades disciplinares, na sequência dos incidentes ocorridos no final do encontro entre o Sporting e o Arouca.

image-1

Após o apito final do árbitro Carlos Xistra, recorde-se, o presidente dos leões, Bruno de Carvalho, e Carlos Pinho, presidente do Arouca, entraram em confronto na zona dos balneários do estádio José Alvalade, onde se gerou uma grande confusão e foi chamada a Polícia de Intervenção para acalmar os ânimos.

Após o incidente, e já em conferência de imprensa, Joel Pinho, diretor desportivo do clube do norte, acusou Bruno de Carvalho de tentativa de agressão a Carlos Pinho e a Comissão de Disciplina, esta terça-feira em reunião, quer apurar os factos ocorridos no final da partida da 10ª jornada que acabou com uma vitória, por 3-0, para o Sporting.